INFORMAÇÕES E SERVIÇOS PARA O CIDADÃO
SECRETARIA DE ESTADO DO PLANEJAMENTO
Cepro publica estudos sobre emprego e população
30/09/2021 - 08:38  
  
Twitter 
Google+ 
Link de acesso ao final do texto

A Superintendência Cepro/Seplan divulga dois estudos, um sobre a situação socioeconômica do Piauí no segundo trimestre de 2021, com dados obtidos pela Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (PNAD Contínua), do IBGE, e pelo Novo Caged. O outro sobre crescimento da população piauiense, com dados baseados na estimativa da população total dos Municípios, Estados e Distrito Federal, divulgada pelo IBGE, com data de referência em 1º de julho.

O estudo sobre o crescimento da população, de periodicidade anual, tem o objetivo de mensurar as estimativas populacionais no Piauí em 2021. Segundo Marcos Pereira, gerente de Cartografia da Cepro e autor do trabalho, “o Piauí cresceu 0,24%, bem abaixo da média nacional (0,74%). Isso representa 7.810 novos piauienses (estimativamente), cabe salientar que a pandemia não foi incorporada neste resultado em razão de ainda está em curso e somente será analisada no Censo de 2023. Na distribuição geográfica não há destaques efetivos, pois a configuração regional não altera. Desta forma, Teresina com amplo contingente populacional, 26,48% do total do Estado, soma-se a região norte como área de maior concentração em contradição com o Sul onde está a maioria dos municípios com menos de 5.000 habitantes”, destacou.

As informações apresentadas são utilizadas pelo Tribunal de Contas da União - TCU para a distribuição do Fundo de Participação das Unidades da Federação e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos. Além dos cálculos propriamente ditos, o resultado também reflete as alterações nos limites territoriais dos Municípios ocorridos após o Censo de 2010.

De acordo com Rebeca Nepomuceno, diretora de Estudos Econômicos e Sociais da Cepro, o segundo estudo retrata as principais informações do mercado de trabalho no estado. “Nos dados no Novo Caged observa-se a continuidade do crescimento do emprego formal no Piauí, contudo, pela PNAD Contínua, nota-se o aumento da taxa de desocupação, ou seja, de desemprego, que atingiu 15%. Contribuiu para esse aumento do desemprego o crescimento do número de pessoas na força de trabalho, o que pressionou a concorrência por vagas. Além disso, ressalta-se a redução na massa do rendimento real do piauiense, o que reflete a pressão inflacionária que tem diminuído o poder de compra da população”, concluiu a diretora.

Para acessar os dois estudos completos, selecione os links abaixo:

*População do Piauí cresce em 2021

*Situação socioeconômica do Piauí no segundo trimestre de 2021

SEPLAN - Secretaria do Planejamento do Estado do Piauí
Av. Miguel Rosa, 3190 - Centro Sul - Teresina - PI - 64.001-490
Tel.(86) 3221-3580 - © 2016. Todos os direitos reservados.