Secretaria do Planejamento do Piauí – SEPLAN

Estudos da Cepro apontam Teresina com o terceiro menor custo da cesta básica do país

Compartilhar:

Os resultados da pesquisa de março indicam a redução de preço em seis produtos essenciais na cesta básica dos teresinenses.

A Secretaria de Estado do Planejamento (SEPLAN), por meio da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais e Planejamento Participativo (CEPRO), divulgou nesta quarta-feira (10) os dados da pesquisa da cesta básica do Índice de Preços ao Consumidor (IPC) referentes ao mês de março.

No último mês, de acordo com o relatório, o custo da cesta básica na capital Teresina foi de R$ 586,26, representando aproximadamente 44,89% do salário mínimo líquido dos teresinenses. Isso coloca a capital do Piauí em destaque na terceira posição entre as capitais do país que mensuram o custo da cesta básica, ficando atrás apenas de Aracaju e João Pessoa, que registram valores abaixo da média nacional. Em comparação, a cesta básica mais cara do país foi encontrada em São Paulo, onde o conjunto dos alimentos básicos custava, em média, cerca de R$ 813,26.

Já em relação aos estados do Nordeste, o relatório revela que Teresina é a terceira capital da região com o menor custo da cesta básica. Comparando Teresina com a capital do estado do Ceará, que possui o maior custo da cesta básica na região, a cesta básica dos teresinenses é 11,60% mais econômica que a de Fortaleza, posicionando a capital do Piauí entre as mais acessíveis do país e da região Nordeste.

No mês de março, os produtos que mais contribuíram para o aumento no preço da cesta básica em Teresina foram a carne bovina, o pão e o tomate. O preço do tomate, por exemplo, subiu entre fevereiro e março em 14 capitais analisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (DIEESE). Por outro lado, a queda mais expressiva na cesta básica dos teresinenses foi observada no preço do leite, que apresentou uma diminuição significativa de -9,91%, seguido pelo açúcar e pelo arroz, com -0,21% e -0,80%, respectivamente. Além disso, o preço do pão e do óleo de soja também registrou reduções de -1,52% e -1,75%.

CONFIRA A PESQUISA COMPLETA: https://www.seplan.pi.gov.br/cepro/publicacoes/

Compartilhar:

Leia também

Pular para o conteúdo