Secretaria do Planejamento do Piauí – SEPLAN

Projeto Piauí: Pilares II conclui primeiro ciclo de missão para agricultura sustentável

Compartilhar:

Banco Mundial e Governo do Piauí estruturam projeto de US$ 62,5 milhões para melhorar segurança fundiária e práticas ambientais em comunidades locais do estado.

De 17 a 27 de junho, o Governo do Piauí, em colaboração com o Banco Mundial, realizou a missão de apoio à implementação do Projeto Piauí: Pilares de Crescimento e Inclusão Social II. Este projeto, cujo investimento total soma US$ 62,5 milhões, sendo US$ 50 milhões provenientes de um empréstimo do Banco Mundial e US$ 12,5 milhões do Estado, almeja reforçar a segurança fundiária, adotar práticas agrícolas climaticamente inteligentes e promover a gestão sustentável dos recursos naturais entre os agricultores familiares, assentamentos de reforma agrária, povos e comunidades tradicionais, mulheres e jovens.

O Projeto Pilares II foi negociado em janeiro, encontrando-se atualmente na fase final dos trâmites legais exigidos antes da aprovação final do Senado Federal. Washington Bonfim, secretário do planejamento, destaca a importância deste avanço. “Finalizamos uma etapa na preparação do acordo de empréstimo com o Banco Mundial, que garante um investimento de 50 milhões de dólares para fortalecer a nossa agricultura familiar. Este montante complementa os recursos já estabelecidos, beneficiando integralmente os 12 territórios do Piauí”, disse o secretário em sua fala.

Durante a missão, ocorreram visitas de campo com a equipe do Banco Mundial no Parque Estadual da Serra de Santo Antônio e na comunidade de Santo Antônio, em Campo Maior, além da comunidade Nossa Conquista, em Coivaras. Essas visitas, coordenadas pela Secretaria de Estado da Agricultura Familiar (SAF) e pela Secretaria de Meio Ambiente e Recursos Hídricos do Estado do Piauí (Semarh), proporcionaram uma visão prática dos desafios e das oportunidades presentes nas áreas que serão contempladas pelo projeto.

Marie Paviot, economista do Banco Mundial e gerente do Projeto Pilares II, ressaltou o comprometimento das equipes envolvidas. “Estamos aqui com a missão do Banco Mundial, em colaboração com a equipe da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura (FAO), e toda a equipe da Seplan, SAF, Semarh e Interpi, para preparar a implementação deste projeto. Enquanto aguardamos a aprovação do Senado, nosso objetivo é assegurar que, uma vez assinado, o projeto possa ser implementado de forma eficiente nas comunidades beneficiadas”, reforça Marie.

O projeto incluirá ações de regularização fundiária, desenvolvimento rural e gestão ambiental nos territórios da Planície Litorânea, Cocais, Carnaubais, Entre Rios, Tabuleiros do Alto Parnaíba e Chapada das Mangabeiras. Sob a coordenação da Seplan e com execução pela SAF, Interpi e Semarh, o Projeto Pilares II está prestes a ser formalizado. Com a assinatura do contrato iminente, espera-se que o projeto seja implementado de forma abrangente, promovendo o desenvolvimento rural sustentável no Piauí.

Compartilhar:

Leia também

Pular para o conteúdo